O programa do visto EB-5 recebe mais uma extensão de seis meses

Post on March 26, 2018, 12:49 pm by the-victoria-law-group 0 Comments

O programa de vistos EB-5, fortemente favorecido pelas construtoras de cidades como Nova York ou Miami como uma opcao de aumentar o capital atraves de investidores do exterior, está caminhando para outra prorrogação de seis meses.
A chamada extensão “limpa” não inclui mudanças apoiadas pelo senador Chuck Grassley, um crítico ferrenho do programa, que dá Green Cards a investidores estrangeiros em troca de um investimento de US$ 500.000. As passagens que estendem o programa EB-5 até o dia 30 de setembro foram inseridas na lei federal publicada na quarta-feira à noite.
A extensao de seis meses é uma vitória para construtoras e participantes do setor que disseram que o “EB-5 Reform Act” da Grassley seria uma sentença de morte para a indústria. A proposta de Grassley pedia a extensão do EB-5 até 2023.Porem,  também elevaria o valor mínimo de investimento de US$ 500.000 para US $925.000 e reservaria 1.450 vistos para investimento em áreas rurais.
As construtoras reconheceram que a incerteza de longo prazo em torno do EB-5 está cobrando seu preço.
“Ter seis anos de certeza sobre o programa – e ajustar-se a uma nova realidade no final das contas , acho que teria sido melhor para a indústria em geral”, disse Justin Gardinier, fundador e CEO da consultoria TigerBridge Capital. (anteriormente JSG Capital).
Ele disse que os investidores que costumavam se apressar para conseguir dinheiro antes de prazos legislativos não são mais motivados a fazê-lo, acrescentando que o atraso no processamento dos vistos prejudicou o investimento da China. Gardinier e outros disseram que o “EB-5 Reform Act” proposto por Grassley era a proposta mais próxima para chegar a um acordo para reformar a indústria.
A proposta de Grassley morreu na semana passada depois de receber recusas de construtoras e donos de centros regionais. O senador de Iowa subseqüentemente criticou no Twitter os “chefões imobiliários de Manhattan” por rejeitar mudanças no programa EB-5, que ele disse estar “repleto de fraude e corrupção” e representa uma “grande” ameaça à segurança nacional.
Mas Ron Klein, sócio da Holland & Knight, que representa o “US Immigration Fund”, que arrecada dinheiro para grandes projetos de Nova York, disse que é bom que a proposta de Grassley não tenha passado. Ele pediu aos líderes do Congresso que abram a discussão “para construir um consenso em torno de melhoramentos verdadeiros” para o programa.
“Agradecemos que os líderes do Congresso não deixaram que um pequeno grupo de legisladores, que até o final não compartilhava as propostas de mudança com seus colegas ou com o público, não aprovasse uma lei que teria ferido ou destruído o programa EB-5”, escreveu ele em um email.

Filed Under:Business in Brazil